Lugar Nenhum - Cerimônia de Abertura

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Lugar Nenhum - Cerimônia de Abertura

Mensagem por Leishmaniose em Qui Jul 02, 2015 3:01 am

Cerimônia de Abertura

“Esta é uma entrada para o Primeiro Nomo, o ramo mais antigo da Casa da Vida, quartel-general de todos os magos. Minha missão era trazê-los até aqui em segurança, mas não posso ajudá-los a atravessar. Cada mago deve abrir caminho por si mesmo, e o desafio é diferente para cada solicitante.”
(Rick Riordan, “A Pirâmide Vermelha”)


Há duas maneiras de se ingressar na Academia Arcana Breasail: a primeira, mais utilizada, é através do Exame do Nível Extraordinário de Magia, o ENEM; a segunda, muito mais rara, é através de um convite da Academia.

O ENEM é realizado na primeira lua nova após o início do ano, em Janeiro, nas principais capitais do Brasil Abaixo. O candidato realiza uma prova completamente discursiva, com questões de Português, Matemática, História, Geografia, Filosofia e Teoria da Magia. O nível da avaliação depende da idade do candidato: um candidato com nove anos, que entraria no terceiro ano letivo, tem na avaliação uma exigência que o permita acompanhar aos demais alunos que estudam desde o primeiro ano letivo na Academia. Portanto, através do ENEM, um aluno que tenha iniciado seus estudos em outras escolas, ou em casa mesmo, pode ingressar na Academia em uma turma correspondente à da sua idade. No primeiro dia do mês de Fevereiro, pássaros beija-flores voam pelo Brasil Abaixo entregando as cartas aos candidatos contendo o seu resultado no ENEM e seu status, de aprovado ou reprovado – alunos reprovados recebem na carta o conteúdo da próxima prova a ser realizada no ano seguinte.

Junto com as cartas dos resultados do ENEM, são enviados os raros convites para crianças magistas com sete anos de idade. Em média, 3 a 5 crianças são convidadas por ano – havendo anos, como 1986, que não tenha tido nenhum convite, e anos, como 1990, que chegou ao ápice de 10 convites. As crianças convidadas são conhecidas como Prodígios entre os demais alunos, embora não receba nenhum tratamento diferencial na escola – o suposto tratamento especial está apenas no convite, na Academia tem de estudar como todos os demais. Os critérios utilizados pela diretora para realizar os convites é desconhecido, até mesmo entre os educadores. É um segredo passado da Fundadora até a diretora atual. É fato, porém, que ao saírem da escola os prodígios acabam se destacando em suas atuações profissionais e sociais: a maioria dos prodígios está envolvida com os avanços no desenvolvimento da magia, na política, na cultura e outras áreas importantes da sociedade do Mundo Abaixo. Os desconhecidos, entretanto, acabam caindo em uma das três situações: tem 15 minutos de fama em um evento importante para uma determinada região, como na recente Invasão da Criméia; tornam-se pais ou mestres de feiticeiros que, por algum motivo, não podem estudar na Academia, mas vêm a tornar-se pessoas influentes, como a maioria dos prodígios; ou, por pura vocação, acabam se tornando professores da Academia.

O candidato aceito no exame ou convidado para a Academia Arcana Breasail tem uma semana para se preparar devidamente, pois a viagem para a escola ocorre no oitavo dia do mês de Fevereiro. Todos os alunos da Academia, novatos e veteranos, devem estar, no mínimo, às 16h no Nuvemporto do Rio de Janeiro Abaixo no dia 08 de fevereiro pois às 17h o Falcão Peregrino, a aeronave escolar da Academia, parte em direção à Ilha de Atallantea, também conhecida como Lugar Nenhum. Alunos que não residem no Rio de Janeiro Abaixo recebem passagens para o meio de transporte mágico disponível em sua cidade que consiga chegar ao Nuvemporto em tempo hábil, principalmente aeronaves, trens subterrâneos e navios submarinos. Alunos que percam a partida do Falcão Peregrino devem contatar a Academia e informar a situação – um educador é enviado para averiguar a situação e caso seja comprovado que não foi por atitude relapsa do aluno, o educador tem autorização de levá-lo consigo.

O Falcão Peregrino tem o formato exterior de uma pequena escuna, rodeada por uma grade de apoio, onde estão presas as fitas de metal que rodeiam o balão de gás. Uma pequena proa emerge no meio do pequeno barco, com uma porta na parte traseira que conduz ao interior da aeronave. O interior da aeronave possui um feitiço de distorção espacial e climática, tornando-o maior do que a estrutura externa possibilitaria:

A escada conduz a um Salão Principal, com vários sofás de três lugares distribuídos ao longo do local – diz a lenda que até 500 pessoas cabem confortavelmente no espaço do Salão. Uma melodia suave, acredita-se que seja um pouco de Soul, costuma tocar baixinho pelo salão. Ao norte do salão há duas portas, que levam aos banheiros e entre elas está o corredor das cabines. Ao oeste há uma passagem que conduz ao refeitório e cozinha. Por fim, ao sul há uma passagem que conduz até a Cabine dos Educadores e a Enfermaria. Diz a lenda que há uma passagem secreta em algum lugar do Salão que leva até o compartimento de cargas, mas isso nunca foi comprovado.

O corredor das cabines contém 50 portas do lado direito, 50 portas do lado esquerdo e uma porta no final do corredor. Cada uma das 100 portas na lateral do corredor leva a uma cabine com janela com vista pro lado de fora, uma mesa no centro e assentos acolchoados, além de um suporte para bagagens, comportando até 6 pessoas em cada. A última porta, no final do corredor leva até a cabine dos pilotos, que é trancada magicamente para evitar possíveis problemas durante a viagem.

Ao lado do corredor das cabines há duas portas, que levam aos banheiros, um para cada gênero. Os banheiros contêm uma bancada com cinco pias e no lado oposto há dez cabines com sanitários. Como parede após passar das pias e cabines, há um armário com duas passagens, uma do lado direito e outra do lado esquerdo, que levam a uma piscina com águas termais utilizadas para tomar banho. Do lado voltado para a piscina, o armário possui pequenas portas onde é possível guardar suas coisas antes de entrar na piscina – alguns bancos entre os armários e as piscinas permitem se sentar. Caso alguém do gênero oposto tente entrar no banheiro, ao passar pela porta se verá no banheiro ao qual pertence seu gênero.

Ao oeste do salão há um arco, que leva até um refeitório. O refeitório é simples, contendo mesas com até quatro cadeiras disponibilizadas ao longo do local, com uma bancada que acompanha as paredes repletas de comida e bebida – o aluno tem apenas que ir lá com um prato, colocar as comidas que deseja, pegar o copo com a bebida que deseja e ir para a mesa.

Ao sul do salão há um corredor que conduz a duas portas, uma do lado direito e outra do lado esquerdo: a do lado direito é onde se encontra a Enfermaria da aeronave, contendo até 10 leitos e com armários de medicinais, uma enfermeira pode ser encontrada no local; o lado esquerdo é onde se encontra a Cabine dos Educadores, com algumas estantes, um bar com algumas bebidas, poltronas e até três aposentos onde é possível retirar uma pestana.

A Aeronave cruza o Oceano Atlântico em direção ao Arquipélago de Fernando de Noronha, mas no meio do caminho, uma hora após ter saído do Nuvemporto, entra em meio a uma nuvem de tempestade – e sempre há uma nuvem de tempestade, conhecimento esse que os veteranos usam para fingir pânico e assustar os novatos. No momento em que entram na tempestade os relógios param, com os ponteiros de segundos avançando e voltando sem sair do mesmo lugar. Qualquer tipo de comunicação com o mundo exterior é interrompido, aparentemente pela alteração do campo mágico e eletromagnético em meio à tempestade. E, quatro horas depois, sentindo as paredes vibrarem com trovões e as cabines iluminadas por relâmpagos, alguns de cores bem diferentes, a aeronave sai da Tempestade em um tranquilo céu noturno, repleto de estrelas, tendo abaixo de si a visão de uma ilha com uma cadeia de montanhas mais à frente um manto esbranquiçado ocultando outras partes da ilha. E, neste momento, todos os relógios passam a marcar 18h, como se apenas uma hora tivesse se passado entre a partida e a chegada. Após sair da tempestade, o Falcão Peregrino chega em alguns minutos até um pedaço de terra que flutua em meio aos céus, com um gigante pé de feijão ligando a ilha à terra firme. É o Ginásio da Escola, onde ocorrerá a Cerimônia de Abertura.

A aeronave passa a pairar acima de um dos dez estádios que há na ilha flutuante do Ginásio, um dos maiores dele. Os alunos são todos reunidos no Salão Principal, logo em seguida, os alunos veteranos começam a sair em direção ao lado de fora da aeronave. Do lado de fora, eles estão livres para descerem da forma que acharem melhor: os que têm itens mágicos de voo utilizam seus itens para descerem até o estádio; os que já aprenderam magias de voo utilizam essas magias; os que possuem familiares que voam capazes de suportá-los, descem em seus familiares; e a grande maioria costuma só pular. Quando aproximam-se do chão, um campo de Queda Suave faz com que ao se aproximarem do estádio sua velocidade diminua e eles apenas pousem suavemente – um campo de atração impede que alguém tente “escapar” da cerimônia, atraindo-os caso se afastem mais de vinte metros do estádio. Uma checagem é realizada pelos educadores e os alunos veteranos estão livres para procurarem um lugar nas arquibancadas, tendo barraquinhas com petiscos e bebidas para os que desejam se alimentar. Quando todos os veteranos desceram, os alunos novatos são conduzidos até o lado de fora da aeronave. Pairando ao lado do Falcão Peregrino estão algumas nuvens, com uma pessoa sentada nela e com uma espécie de direção na mão cujo eixo está cravado na nuvem. Um grupo de dez alunos é colocado por vez em cada nuvem voadora, que se mostra macia como algodão, e o condutor, que pode ser um educador ou um aluno bolsista, desce a nuvem até o centro do estádio. Curiosamente não chove nas noites da Cerimônia de Abertura – a única exceção foi em uma noite no final do século passado, no mesmo ano em que a Névoa chegou a ilha e ocorreu o incidente que alterou a natureza mágica da ilha, levando a antiga diretora ao óbito.

O campo do estádio foi substituído por uma vasta floresta, com diversos pontos luminosos voando pelo local e auxiliando na iluminação – olhando mais perto o que parecem vagalumes são pequeninas pessoas de orelhas pontudas, roupas feitas de folha e asas brilhantes. As nuvens são pousadas próximas a um círculo de pedras, similar a Stonehenge, em que os alunos entram e sentam-se em pequenos bancos de pedra, enquanto as nuvens retornam aos céus e os condutores juntam-se à plateia. Em um menir mais elevado, contendo uma inscrição circular, a diretora surge e realiza seu discurso de boas-vindas, contando um pouco sobre a Academia. Ao fim do discurso, a Cerimônia de Abertura tem início: um aluno é chamado por ela até o menir mais elevado. Após cumprimentá-lo, ela mostra para ele uma escadaria que conduz até um campo de pequenos ramos de bambu. O aluno é instruído a descer as escadas e a encontrar o seu ramo de direito. Após ele realizar a tarefa, ele retorna ao círculo de pedras e outro aluno é convidado a procurar o seu ramo, sempre seguindo uma ordem alfabética. E assim a Cerimônia prossegue até que todos os alunos tenham encontrado seu ramo.

Ao descer a escadaria, o aluno passa a ouvir uma canção, embora não consiga distinguir de onde vem ela lembra uma agradável canção de brejo cantada por um sapo com banjo – uma melodia que fala sobre sonhadores. Ao caminhar entre os ramos de bambu, ele ouve uma voz chamá-lo pelo seu nome, como um pequeno sussurro trazido pelo vento. Seguindo a direção da voz, ele verá que um dos ramos, ao longe, possui uma pequena luminescência – neste momento uma voz feminina passa a revezar com a voz masculina na canção. Quanto mais próximo do ramo, mais forte fica a luz emanada pelo ramo até iluminar todo o campo, embora a luz não machuque os olhos da criança – um grupo de vozes se junta à canção, como se toda a natureza do lugar cantasse em uníssono com o sapo e sua companheira. Ao segurar o ramo, o aluno percebe que deve pronunciar algo, como se ele sempre tivesse tido conhecimento do que fazer. Ele fala “Liberte-se!”. O ramo solta do solo, enquanto que a luz se fragmenta em pequenas poeiras que caem ao seu redor. Uma estrela brilha no céu e uma parte brilhante dela desce rapidamente na direção da criança, tocando a ponta do ramo e transformando-a em uma varinha. Da ponta da varinha uma fumaça prateada sai, tomando a forma de um animal que passa a rodear o aluno, aparentemente feliz, mudando para a cor e contendo traços do elemento da torre ao qual o aluno pertence: Brisa, uma corrente de ar e a cor branca; Chuva, uma aura de água e a cor azul; Lume, uma aura de fogo e a cor amarela; Rochedo, pedras flutuando ao seu redor e a cor verde. O espírito se curva e o aluno entende que aquele é o seu Guardião e que esta será a forma do seu patrono.

Após o fim da Cerimônia de Abertura, geralmente às 20h, os alunos veteranos prosseguem pra saída do estádio, onde um portal foi instalado: ao passarem pela porta de saída, eles se veem no Saguão Principal, no prédio do Refeitório da Academia. Os alunos novatos, por sua vez, são conduzidos até a saída do campo, onde o portal para eles foi instalado. O Saguão Principal está ornamentado para uma Festividade: mesas grandes margeiam as paredes, contendo diversos tipos de comida; mesas pequenas com até quatro cadeiras, estão distribuídas próximas às mesas de comida; no centro há um espaço aberto para dança; e, no norte do Saguão, há um palco onde três bandas do JAM Clube revezarão em apresentações musicais durante as próximas duas horas – o repertório envolve rock, pop, jazz, soul e indie, com músicas conhecidas tanto do Mundo Acima quanto do Mundo Abaixo, além de composições próprias. Às 22h, a Festividade é encerrada e todos são conduzidos pelos Educadores e Bolsistas até as Torres.


_________________
"Se o Destino for mesmo um Moinho...
Nós somos os grãos esmagados em seu mover."



"Se não posso proteger apenas estendendo a minha mão, desejo uma espada...
Um poder capaz de despedaçar o Destino deve ser como a lâmina de uma espada."


"Você encontra a Aventura
Ou a Aventura encontra Você".
avatar
Leishmaniose
Cachorro Quente
Cachorro Quente

Sagitário Cachorro
Mensagens : 1511
Data de inscrição : 29/09/2010
Idade : 34

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum